segunda-feira, 14 de junho de 2010

Recuperação do 10º Ciclo

Finalmente, parece que os efeitos colaterais do 10º ciclo estão terminando. Hoje recebi a última injeção de filgrastima, ao todo foram doze. Como de costume os primeiros dias após a quimioterapia foram os piores: um pouco de náusea, indisposição, cansaço, tontura, inchaço no corpo, algumas lesões na boca e ausência total de paladar por cerca de dez dias. No último fim de semana, tive dor na garganta o que prejudicou até a ingestão de líquidos, mas felizmente durou só três dias. Os remédios são os mesmos de sempre: Dramin e Plasil para náusea leve, Vonau para náusea pesada, cloridrato de ranitidina para evitar úlceras no sistema digestivo, Paracetamol para dor leve em geral, Ultracet para dor forte em geral, Mirtax para relaxamento muscular, Hexomedine para dor na garganta, Slow-K para recuperar o potássio, Lactulona para regulação intestinal, Periogard e nistatina para higiene bucal. Bastante não é? Ainda bem que existe tudo isto! Importante: toda medicação deve ser prescrita por um médico, nunca utilize medicação sem a indicação e supervisão de um profissional.

No fim da tarde recebi o resultado do exame de sangue que fiz pela manhã. Estou com leucócitos para dar e vender (17.250/μL). Os neutrófilos acompanham a alta (10.816/μL, acima de 1.500/μL já é possível se alimentar sem restrições) e por isso estou com a dieta liberada, apesar de ainda não estar com o paladar totalmente recuperado. Já as plaquetas começaram a subir: no exame de sexta-feira passada eram 44.000/μL, hoje já são 66.000/μL. Ainda tenho que me cuidar quanto a cortes e ferimentos, mas, ao que tudo indica, no próximo exame tudo deve estar normalizado e poderei novamente fazer a barba e raspar o cabelo (que já começou a cair novamente). Demais índices dentro da normalidade, à exceção do potássio que apresenta um pequeno déficit e que tem me causado algumas doloridas cãibras na panturrilha.

Havia prometido publicar as minhas cintilografias ósseas, portanto a seguir a evolução desde que iniciei o tratamento.

A cintilografia óssea é utilizada na medicina nuclear desde a década de 1950. O exame consiste em aplicar um radiotraçador ósseo no paciente e verificar os pontos de acumulação no organismo. Este radiotraçador se distribuirá proporcionalmente ao metabolismo ósseo, permitindo a detecção de possíveis neoplasias e várias doenças osteometabólicas. O exame é realizado 2 a 6 horas após a aplicação do radiotraçador e demora em torno de 15 minutos.


Exame realizado antes da cirurgia. O tumor era nítido.



Exame realizado cerca de 45 dias após a cirurgia. O radiotraçador apresentou captação difusa na região da operação. Foi necessária tomografia computadorizada para esclarecer a real inexistência de neoplasias.


Exame realizado cerca de 4 meses após a cirurgia. O radiotraçador ainda apresenta captação difusa na região operada, porém menor do que no exame anterior.

10 comentários:

Luiz Mauricio Finkler disse...

Bom dia Vitão!
Pelo que acabo de ler neste Teu comentário, a recuperação está num ritmo muito bom. Tudo isto é motivo de muita alegria para todos nós.
Continuamos em oração para juntos festejar a vitória sobre o último ciclo. Obrigado pela aulinha.
Abração.
Tio Maurício e família.

gabriela disse...

Oi primoo!!
Que bom saber que tua recuperação está muito bem,isso nos alegra e nos faz aumentar nossas orações para que tudo continue bem e tenha certesa que logo logo acabarão todos os ciclos e então a vitória será completa.
Grande beijoo.
Te adoro muitoo.
Gabi

marilisa disse...

Oi Vitor!!
As reações da quimioterapia não são nada agradáveis, mas podemos dizer que é muito bom poder contar com ela!!
Quantos ciclos ainda faltam??
Abração

Cintia disse...

Parabéns Vitor, por mais esta batalha vencida e por ser este exemplo de perseverança.
Voçê esta se saindo um escritor Excelente, que se cuide Moacyr Scliar e outros por ai....rsrsrs
Seu futuro como escritor promete!
Abraços amigo e vamos em frente com a mesma garra e coragem de sempre.
Amigos da Know

Eduardo Henrique Meneghin disse...

Olá Vitor !!
Através de minha noiva fiquem sabendo de seu blog! tenhu 20 anos e a 2 meses acabei minha quimioterapia pois tambem tive osteossarcoma e passei pela mesma batalha que você e a 3 meses fiz minha cirurgia!Tirei meu umero do braço direito e coloquei uma protese! Gostaria que voce de saber se tem como voce passar seu telefone pois sei e creio que a força que voce precisa tambem precisei...sou de Jundiaí-sp!! gostaria muito de falar com voce!! Abraços e creia que Deus pode te curar!

Eduardo Henrique Meneghin disse...

Meu email é edu_meneghin@hotmail.com

ou meu cel que é 9859-8043, nao precisa ligar pra ele me mande um sms avisando que é vc e seu telefone pra eu entrar em contato!

Joana disse...

Olá Vitor!!
Está tudo bem?Estamos preocupados...
Beijinhos de Luz
Joana - Portugal

Tatiane disse...

Oi Vitor!

Entrei para atualizar minhas leituras, mas nao achei postagem nova...

Estou esperando novas postagens... Alias, tu tinha prometido publicar info sobre o cha verde, ne?!

Espero que esteja tudo bem.

Bjs para todos!
Tati

Lorena mãedrasta do Vinícius disse...

Olá Victor. Estou entrando no blog hoje pela primeira vez. Não consegui ler todo mas aos pouquinhos vou conseguindo. Meu filho também está com osteossarcoma. Ele se chama Vinicius e tem 11 anos. Nós somos de Manaus-AM mas estamos em Campinas pq ficamos desenganado os com os médicos de lá. Começamos o tratamento há um mês e já vemos melhoras.E o dele teve um agravante que foi ser tratado errado e ter feito uma cirurgia errada em Manaus. Vou criar um blog pra ele tb, apesar de não gostar muito de escrever, então eu que vou acabar escrevendo. Torço por vc, pq pra mim vc é um guerreiro igual ao meu menino. Voltarei aqui sempre para acompanhar seu tratamento tb.
Um abraço grande

Carolina disse...

Oi Vitor, meu nome é Carolina, sou graduanda da Universidade Federal de São Paulo, estou cursando o último ano de enfermagem. Tenho alguns projetos realizados na área da oncologia e um trabalho muito gratificante que estou fazendo no GRAACC que é sobre Jovens portadores de osteossarcoma, o encontrei na internet e fiquei muito feliz pela progessão do seu tratamento e torço muito por você. Continue com essa força...

Abraços

Carolina