terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A Última Vermelha

Iniciei hoje o último ciclo de doxorrubicina, a droga vermelha. Como ocorreu no ciclo anterior, foi precedida de 1 litro de soro fisiológico, ondansetrona (para prevenir enjoos), cloridrato de ranitidina (para prevenir úlceras e outros problemas gástricos), cloridrato de dexrazoxano (cardioprotetor, em virtude da dose acumulada da droga desde o início do tratamento). Na foto ao lado, a Viviane está fazendo a aplicação da droga e eu estou degustando gelo para minimizar a circulação sanguínea e consequentemente os efeitos da droga na região da boca. Cheguei à CliniOnco por volta das 10h e fui liberado às 13h20min.

Até o momento, estou bem disposto e os efeitos ainda não se manifestaram. O primeiro dia é, normalmente, tranquilo e indolor.
A aplicação continua amanhã e termina na quinta-feira. Por hoje, ainda consigo me alimentar normalmente. Ainda assim, é bom não abusar para não correr o risco de provocar náuseas e outros problemas. Também é necessário ingerir bastante líquido.


A Reunião dos Finkler



Domingo foi dia da festa anual do vô Juca, na qual se comemoraram os aniversários dele (87), da vó Lori (83) e do tio Ricardo (o primeiro filho sexagenário). É a única oportunidade do ano em que se consegue reunir os filhos, netos e bisnetos do vô Juca. Não pude comparecer no ano anterior em razão da quimioterapia, porém este ano pude celebrar com a família mais uma vez. Uma ocasião dessas para mim representa muito. A esta altura do ano passado, não tinha certeza se voltaria a estar lá, cercado de pessoas tão especiais na minha vida. É mais um troféu para a minha coleção, mais uma vitória que me dá força e coragem para seguir até o fim. Não consegui expressar a minha gratidão a todos pessoalmente, sou muito emotivo, certamente iria às lágrimas e levaria muitos comigo, portanto aqui está meu agradecimento: obrigado a todos por me acompanhar nesse caminho tão difícil que tenho percorrido nos últimos tempos. Cada palavra de apoio, cada gesto, cada telefonema, cada visita, cada recado no blog, cada oração. Tudo isto foi e é muito importante para mim e para minha vitória diante desta ímpia e injusta guerra. Família é a base de tudo. Quem tem uma família assim pode se orgulhar. Eu me orgulho!

Todo o agradecimento aqui é extensivo aos amigos, familiares (os Flores da vó Nerci) e seguidores do blog. Todos são muitos especiais para mim e são parte desta luta.

4 comentários:

Luiz Mauricio Finkler disse...

Daí Vitão.
Com certeza este último ciclo da droga vermelha será tirado de letra tb. O inimigo já caiu fora; vimos isto domingo na festa do Vô e da Vó na casa do Tio Ricardo.
Aliás, esta foto que escolheste resume toda nossa reunião/confraternização/2010.
Continuamos juntos; torcendo e vibrando sempre em oração.
Um abração Vitão.
Tio Maurício e família.

Tiago Finkler disse...

E ai Vitor!

Belo Post.

Foi muito legal te ver via skype no domingo.

Abracao primo.

Maria Zilá disse...

Olá Vitor! Ficamos felizes de ver como estás bem! Graças a deus cada vez mais próximo de levares uma vida normal. Aguenta que é a ÚLTIMA! Como dizes, a vermelha que é a pior, vai passar como passaram tantas outras. Meu sobrinho, tu és iluminado e único. Vamos em frente, está dando tudo certo e logo iremos brindar muito a vitória. Estamos na torcida! Um abração da Tia Neca, Ju e do Tio Lourenço.

Marilisa Peeters disse...

Há pouco estava lendo em outro blog a importância de encerrar ciclos de forma definitiva e séria. Fico feliz em acompanhar o encerramento desse ciclo de "quimios vermelhas", que judiam demais da gente, mas fico mais feliz ainda em te er começando novos ciclos: um ciclo de cura, de novas perspectivas..Coisa boa!
Ah, essas reuniões de familia são nostálgicas mesmo...tb fico meio emotiva nesses momentos...
bjs e bom final de ano