sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Menos Uma!

Já estou em casa! O 17º ciclo foi super tranquilo, estou me sentindo muito bem. A dosagem de methotrexate no sangue seguiu uma tendência positiva e hoje fui libertado do cativeiro hospitalar. O único porém desta internação foi a creatinina, que nunca esteve dentro dos limites de referência. Nos próximos dias farei exames de sangue para verificar a progressão e uma avaliação nefrológica mais detalhada já se faz essencial para constatar a quantas andam os meus rins.

O penúltimo ciclo se foi. Agora restam poucos passos até a linha de chegada!

5 comentários:

helô disse...

Que bom Vitor! Agora é calma e descontração, tá tudo certo!!
Abração! :)

Karina - Frei-Sein disse...

É isso aí Vitor... Rumo á Vitória...
Só de retornar á casa já é uma maravilha... Sei bem disso...
Só em 2010 foram 10 internações...
Quanto a creatinina, as vezes é normal frente á quantidade de medicações nossos rins sofrerem um pocado... Tbem tive meses de creatinina e ureia aumentadas, mas assim que se encerrava um ciclo dentro de um mês meu rim se recuperava, e a função renal se normalizava!!
É o que eu digo essas medicações arrumam uma coisa e prejudica outras... Mas faz parte de todo o tratamento, se estamos sujeitos vamos á luta né!!
Forças... E continuo em preces por ti!!
Beijos

Vera disse...

Que bom te ver tão bem e animado. Agora para o último ciclo é só mais um pouquinho e termina tudo para a alegria de todos q te acompanharam nesta fase de tua vida. Foi ruim, foi, mas o importante é que superaste com muita força de vontade, com a ajuda de teus familiares e amigos q não te abandonaram em nenhum momento de tua luta. Força e fé!!
Beijosss

Tiago Finkler disse...

Oi primo,

é muito bom saber que já estas em casa e que tudo esta seguindo dentro da normalidade.

Um forte abraco!

Luiz Mauricio Finkler disse...

Oi Vitor.

Estamos todos muito contentes.
Esta história pra mim já é página virada. Já tem um vencedor.
Aprendemos muito e em todos os sentidos o que aconteceu.
A forma realista, ojetiva e pessoal com que relatavas e mostravas todo processo, facilitou a compreenção de um tratamento desta natureza.

Como disse a Helô:
Agora é calma e descontração, tá tudo certo!
Um Abração.
Tio Maurício e família.