domingo, 23 de setembro de 2012

O Retorno

Confesso que esperava nunca ter que escrever este texto, mas acredito que ele já estava escrito há mais tempo por outro autor. Confesso que, apesar de ter consciência que poderia receber esta notícia a qualquer momento, não esperava sofrer tanto com ela, não acreditava que o destino reservava para a minha vida um desafio ainda maior do que o que eu já havia superado. Mas estas não passavam de convicções pobres, fadadas a serem desfeitas em um segundo.

E em um segundo tudo mudou. Em um segundo percebi que estava novamente lutando pela vida. Em um segundo descobri que a primeira guerra não fora completamente vencida e que ainda existirá uma segunda. Em um segundo todas as incertezas sobre o futuro voltaram. E acompanhando as incertezas, vieram todas as mesmas velhas conhecidas perguntas e novamente sofri com a vontade de respondê-las, apesar de não conhecer as respostas.

Precisei vestir novamente a armadura e me preparar para a batalha. Lembrei que tenho ao meu lado pessoas fantásticas que me darão amor e tudo mais o que for necessário para vencer esta luta. Lembrei que estas pessoas estarão comigo no front e que assim tudo ficará mais fácil. Lembrei que é preciso mais que sabedoria e disciplina para superar este tipo de adversidade, que precisarei também muita disposição, muita força, muita garra e muita vontade de viver. Percebi, então, que tenho tudo que preciso para seguir em frente e buscar a vitória. E é isso que farei, sem desistir nem por um segundo, sem me permitir desanimar ou esmorecer por mais difícil que seja a próxima etapa. No que depender de mim, não deixarei ninguém na mão, farei o possível para transformar tudo isto em uma bela página no livro da vida de cada um daqueles que me rodeiam.


Resumindo


No início de agosto fiz uma série de exames de estadiamento, os mesmos que fazia rotineiramente a cada 3 ou 4 meses. A tomografia computadorizada de tórax indicou um nódulo no pulmão direito medindo 0,8 cm no maior raio. No dia 31 de agosto fui submetido a toracoscopia e segmentectomia pulmonar, quando foi retirado o nódulo e enviado para análise patológica. No início da semana passada recebi o laudo anátomo-patológico confirmando que o nódulo retirado era uma metástase pulmonar. Amanhã, 24 de setembro de 2012, reiniciarão as quimioterapias. Desta vez será utilizado um outro protocolo que consiste em 9 ciclos. Serão cinco dias consecutivos de administração de drogas, porém sem necessidade de internação hospitalar. Um novo desafio está lançado. Vamos em frente.

12 comentários:

Karen Finkler disse...

"Alguns heróis são lembrados pelo resultado da guerra, mas os mais lembrados são porque lutaram bravamente batalha por batalha!"
Tu é o meu herói! Te amo!

Karen Finkler

Fábio Cunha disse...

Ler teus posts é sempre uma tarefa muito complicada pra mim. Enquanto leio fico pensando em como vou responder. E confesso que é muito complicado achar as palavras. E hoje não encontrei nenhuma outra que fosse diferente de "FORÇA". Força neste recomeço. Estou longe mas estou contigo. Obrigado pelo vídeo do post.
Um grande abraço

Cintia disse...

Vitor, você é um herói e será sempre exemplo para muitas pessoas que estão passando pela mesma dificuldade e até para aquelas que não lutam pela a vida. Pra mim você é um exemplo de superação de vida,um guerreiro um vencedor de batalhas. Abraços e conte sempre com nosso apoio.
Vai vencer mais essa, eu tenho fé em vc...

Cibele disse...

Meu mano amado, eu sempre me emociono muito com tuas belas palavras... sábias e profundas... extremamente inteligentes!!! O vídeo que tu postaste é lindo e já diz tudo!!! A cada dia aprendemos contigo!!! Tu és o nosso herói, o nosso exemplo...o nosso orgulho!!! As palavras são sempre insuficientes para dizer o quanto TE AMO!!!

Cibele Finkler

Cássia Neves disse...

Vitor, comecei de novo essa batalha e sei exatamente seu sentimento, vamos lá, ter a plena consciencência da vida.

marilisa disse...

Puxa Vitor...é com tristeza que li tua postagem, mas é com muita esperança que te digo que não desista da luta, pois com a própria cirurgia o tratamento é praticamente curativo...as quimios serão uma proteção a mais...Força!! E não deixe de dar notícias!
bjs

Anônimo disse...

Boa noite Vitor, comecei a ler blogs depois que uma amiga foi diagnosticada com cancer de mama, em busca de ajuda comecei a ler tudo que encontrava sobre o cancer e assim por curiosidade acabei acesando o seu.
Não posso dizer que sei o que você e sua familia está passando, porque não sei, mas eu tenho FÈ que voces todos juntos vencerão essa batalha.
As vezes só descobrimos a força que temos quando a única alternatica que temos é ser forte.
Olha, de tanto fazer pesquisas, encontrei o site do ONCOGUIA, é simplismente excente, lá tem espaço para o paciente, familiares, dicas de saúde depoimentos e muito mais, tenho plena certeza de que vai gostar.
Abuse de frutas e legumes (Ahhh) e evite carne vermelha, li muito sobre isso e tenho certeza que as células cancerigenas se alimentam de carne vermelha.
Quando puder, por favor avise-nos como está, estou TORCENDO por você.
Abraço.

Fabiana Suela disse...

Sei o que você está sentindo, pois também tive recidiva depois de 4 anos que estava fora de tratamento, o que posso dizer pra você, é que somos privilegiados por Deus em poder testemunhar o amor imenso que ele tem conosco, pois a oportunidade diária que temos em reconhecer sua misericórdia e sua bondade é maior que todo sofrimento que podemos passar, a vitória é certa, não tenha dúvida, e mesmo que eu ou você não entendamos, somos mais que vencedores! Torço muito por ti.

Unknown disse...

Olá Vitor, muito prazer amigo. Descobri seu blog hoje, e já li tudo sobre sua luta desde o começo. É diferente da minha, e ao mesmo tempo parecida. Fui diagnosticado com osteossarcoma parosteal há 14 anos, e ja fiz 4 cirurgias, sempre com o risco de amputação, e também tenho endoprótese. Nunca fiz quimioterapia por esse tipo de sarcoma não ter indicação. Mas há poucos dias surgiu um fato novo, assim como você: um nódulo no pulmão desta vez mais agressivo e irei começar a quimio na sexta, dia 02/11, no GRAACC em São Paulo. Creio que assim como eu, se tornou algo desgastante e dolorido pela reincidencia dos fatos, mas maior verdade nisso tudo é que não podemos desanimar.Estaremos lutando ao mesmo tempo contra a mesma doença, e espero profundamente superarmos isso e depois, quem sabe, sentarmos um dia e rir do passado. Quem sabe talvez também não escreva algo sobre essa minha luta, pois assim como sua história me deu um novo folego creio que a minha também poderá servir de exemplo pra alguém. Forte abraço amigo, fique com Deus.

Anônimo disse...

Ola Vitor,
Tenha sempre fé, e continue seu caminho.
Nós ainda não temos a capacidade para entender o caminho de Deus, mas sem duvida a vida nos transforma e tudo que passamos é uma evolução.
Siga em frente mesmo quando o futuro é obscuro.
Sou estudante de medicina, e hoje conheci seu blog. Tenho que te dizer que nem sempre as previsões da medicina dão certo, e cada vez mais acredito que a vontade de Deus é que manda em tudo, mesmo quando as situações são as mais adversas possíveis.
Que Deus te abençõe sempre!
Fique firme, hein?

António Santos Silva disse...

Olá Vitor

Sou António, pai do Pedro de 20 anos de idade, que está também com uma situação muito parecida com a sua. Somos de Portugal.
O Pedro está com diagnóstico de Osteossarcoma desde Maio de 2012 e fez cirurgia para colocação de endoprótese há 2 dias. Neste momento está passando por mais uma dura batalha, a do pós operatório, depois de ter passado já pelas batalhas da quimioterapia e pela batalha de ter estado internado 45 dias por infeção hospitalar após um dos ciclos de tratamento.
Você e ele parece serem muito parecidos também na forma como lutam contra as adversidades, pela coragem e força positiva que aplicam todos os dias. Vocês são exemplos! Você não desista nunca.
O Pedro está a ser tratado numa unidade especializada só em Ortopedia Oncológica na cidade de Coimbra ( centro de Portugal ) e onde a maioria dos doentes têm Osteossarcoma. Vejo lá exemplos de coragem e força incríveis, de pessoas com endoproteses, amputadas, com metástases no pulmão..., mas que nunca deixam de rir... e de ser solidárias. Isto parece que é o que você tem feito também. Obrigado pelo seu testemunho neste Blog. Vou passar o link do seu Blog ao meu filho Pedro e vou deixar a você o endereço de email se achar por bem se corresponderem: pedrof.abranches@gmail.com
Abraço
António

Leandro Pereira disse...

Oi Victor, prazer. Meu nome é Leandro, tenho 19 anos. Aos 17 anos, também fui diagnosticado com um Osteossarcoma na tíbia esquerda,o tumor chegou a medir 53 Cm de diâmetro, isso resultou na amputação do membro. Fiz as Quimioterapias (24 sessões) 9 meses. Após 3 meses de Remissão, através de um exame de tomografia, 4 nódulos foram encontrados em meus 2 pulmões, o maior media mais de 3 Cm. Sabe, foi duro ver aquilo... Não foi fácil! Mas eu não larguei as armas, lutei até o fim. Fiz a toracotomia, consegui a retirada de 3, pois um era pequeno demais, e teve que permanecer em meu pulmão. Após confirmada a natureza maligna dos nódulos, ou seja, a Metástase. Tive que encarar de novo o cotidiano da Quimio, dessa vez, bem mais agressiva. Talvez seja essa que você toma. Ela causa mais problemas na imunidade do que no estado físico(vômitos, enjoos). Após 3 meses dessa quimioterapia, fiz mais uma tomografia, e mais nódulos foram encontrados. E mais uma cirurgia para retirada deles. Hoje faço somente sessões de Quimioterapia oral, em casa mesmo. E estou bem de saúde, por isso nunca desista. Aprendi que as dificuldades preparam pessoas comuns, para destinos extraordinários, nunca perca a fé. Esse é o resumo da minha trajetória nessa luta, deixarei aqui o link da minha página onde relato passo a passo como tudo aconteceu, e vamo que vamo!

https://www.facebook.com/AMagicaDasLetras?ref=hl